Viagem pela Europa
Viagem pela Europa
Viagem pela Europa
Viagem pela Europa
Viagem pela Europa

[ Ver índice do blog ]

[ Voltar ]

Quinta, 20 de Outubro de 2011 - 13h05min

SER OU ESTAR MOTOCICLISTA

[image]
Recebi esse texto do amigo João Cruz, do RJ, um motociclista que tem história pra nos contar e pedi autorização para reproduzí-lo, afinal, tem bastante relação com muitos Post's feitos neste espaço.

Pra quem não sabe, João Cruz publicou o livro "Motociclistas Invencíveis", de uma viagem de moto nos anos 60, trajeto RJ a Campina Grande-PB, o qual divulgamos na seção específica deste Site, conforme link a seguir http://www.ciceropaes.com.br/livro_jcruz.html

Vale a pena ler (o livro e o artigo abaixo)

A grosso modo motociclista é todo aquele habilitado para andar de motocicleta, seja passeando ou trabalhando. Mas se analisarmos com alguma profundidade o lado emocional, "ser" motociclista não é a mesma coisa que "estar", e isso porque:

Entendemos que "estar", trata-se de um simples período de tempo, um acontecimento sazonal. Ao passo que "ser" não é simplesmente um período ou simples devaneio, trata-se, sim, de um sentimento emocional, um real “estado de espírito”.

E para melhor esclarecer explicarei as diferenças:

"Estar" motociclista mostra apenas o fato de utilizar a motocicleta para um simples passeio, exercer atividades comerciais ou outra coisa qualquer sem se importar com colegas, com o motociclismo e até mesmo com a própria motocicleta.

A grosso modo diria tratar-se de um simples "motoqueiro".

"Ser" motociclista “são outros quinhentos”, pelo fato de envolver amizade e até paixão por motocicletas. Principalmente a sua, haja o que houver, aconteça o que acontecer. É um apaixonado por motos (sem ir às raias do fanatismo) e cuida da sua com notável carinho por saber da retribuição que terá pelos indispensáveis serviços que ela lhe prestará, seja nas inesquecíveis aventuras estrada afora, seja nos simples passeios, ou mesmo no diuturno e necessário trabalho pela busca da sua digna sobrevivência, estando nesse contexto Motoboy e Mototáxi.

"Ser" motociclista, portanto, é interagir com a motocicleta por entendê-la e ser por ela entendido nas mais indispensáveis necessidades ou agruras,e principalmente nos sutis momentos de alegrias e devaneios.

Essa sensação e atuação é, sem dúvida, "ser" motociclista.

E por se tratar de um sentimento deveras sutil, fica difícil explicar, mas mediante tal situação faço aqui uma comparação com um dos elementos da natureza mais conhecido e necessário: O ar.

Sabemos que esse existe e é graças a ele que sobrevivemos, porém não o vemos por ser etéreo. Simplemente sentimos e dele nos utilizamos devido aos seus benéficos e fundamentais efeitos, que com sua sutileza mantém-nos vivos.

A fim de ilustrar o que acima afirmei cito aqui uma crônica:

....Certa vez um discípulo perguntou ao seu Mestre:
- Mestre, como poderei tornar-me um sábio?
Sem nada dizer, imediatamente o Mestre encheu uma vasilha com água e nela mergulhou a cabeça do discípulo. Quando este não tinha mais fôlego e debatia-se desesperadamente para poder respirar, o Mestre soltou-o e perguntou:
- O que mais você desejou agora?
- Respirar, respondeu o discípulo... Respirar!!!
O Mestre então, ensinou:
- Quando desejar sabedoria, tanto quanto agora desejou respirar, você a terá....

Citei essa crônica com o intuito de mostrar que usar simplemente uma motocicleta não representa "ser" um motociclista porque isso só acontecerá quando finalmente souber o valor e a importância que ela tem. Tal qual o ar que precisamos respirar.

Então, para todos aqueles que se julgam ser motociclistas mas não são, melhor será que se auto analisem com honestidade. Se isso fizerem, tenham certeza que serão beneficiados e beneficiarão terceiros porque se tornará uma pessoa mais compreensiva, moderada, com melhor consciência das suas ações e das reações que terá por retorno.

Então, como você se sente?

Na classe do "Ser" ou do "Estar"?

Eis aí a questão!

João Cruz


Nada a acrescentar, é claro !

Mensagens:

Renato Porto, Sexta, 21 de Outubro de 2011 - 15h04min

Antonio Braga, Sexta, 21 de Outubro de 2011 - 16h19min

hanno, Sexta, 21 de Outubro de 2011 - 17h07min

Francisco Oliveira, Sexta, 21 de Outubro de 2011 - 23h27min

Joao Carlos Salvaro, Quarta, 02 de Novembro de 2011 - 19h58min

 

Nome:

E-mail ou Homepage:

Sua mensagem:

Sua mensagem ficará gravada no blog. Caso concorde com isso, marque a caixa abaixo.

Concordo em gravar minha mensagem no blog!

[ Ver índice do blog ] [ Login ]